18 de set de 2016

Tendência: Sandália Slide


A sandália slide muito usada nos anos 90 (quem nunca teve uma rider?) está de volta nesse verão! Na verdade o modelo se tornou trend em 2014, mas só agora a sandália conhecida por sua única tira também voltou a ser usada por aqui.  E apesar de muitas pessoas (muitas mesmo) acharem esse modelo de sandália horrível, não podemos negar a praticidade e conforto que o modelo slide nos oferece.

O motivo de essa sandália ter voltado a aparecer pode ter vindo dessa nova onda, denominada “normcore” que traduzindo seria como uma moda normal ou básica na qual parece que pegamos a primeira roupa e saímos (mas sabemos que não hahaha), também pode ser uma continuação da tendência das sandálias “birkenstock” que são aquelas com duas tiras que todo usava até pouco tempo.

O fato é que as “slide sandals” já faz parte dos looks de todo fashionista.


Como disse um pouco acima, esse tipo de sandália já foi muito famosa no Brasil, nos anos 90 os modelos da “rider” chegaram a vender mais de 40 milhões de pares, liderando por um bom tempo o mercado de sandálias. Em 2016 a marca completou 30 anos e lançou uma coleção de slide que foi vendida apenas em algumas lojas.


Recentemente a marca PUMA em parceria com a Rihanna lançou uma coleção de creepers e logo em seguida também três modelos de sandália slide nas cores branca, preta e rosa que logo se esgotam em todas as lojas.


Grifes como Lanvin, Givenchy, Gucci, Salvatore Ferragamo, Moschino, Versace e muitas outras não ficaram de fora e também lançaram versões fashionistas e exclusivas da sandália slide.

 

Dicas para usar a sandália slide

A sandália slide é bem versátil, podendo ser usada com quase todos os tipos de roupas. Definitivamente ela é um acessório para o verão, mas ela também apareceu muitas vezes nas passarelas com meia e por isso nada impede que também usemos dessa forma.


Na primeira foto a slide preta corta a monocromia toda branca, mas não tira o toque sério do look que continua elegante. A calça cropped combina muito bem com sandálias slides.

Na segunda foto acontece o contrário, o look é na sua maioria preto, inclusive a slide e a camiseta corta a monocromia.

Na terceira foto o look também é composto por cores claras e pasteis, a slide é mais colorida e dá um toque mais descontraído ao estilo. 


Na primeira foto podemos perceber que por mais que a slide seja bem colorida, é importante que tenha pelo menos uma cor que seja igual a outra peça do look. No caso da foto, o vermelho e azul também estavam presentes no moletom.

Na segunda foto a pessoa foi mais ousada e também usou uma meia, mas não saiu da dupla de cores preto e branco e tudo ornou sem erro.

Na terceira foto o look combinou tanto as cores, quanto as listras que também existem na camisa. Ficou elegante e no ponto.  


Esse look apesar do casaco é bem descontraído, o jeans podrinho e cropped e a camisa branca combinam perfeitamente com a sandália slide. 

Onde comprar sandálias slide?


1) Adidas 
2) Nike 
3) Nike 
4) Nike 
5) PUMA 
6) Rider 

O que você acha das slides? Já usou nos anos 90? Voltou a usar? Me conta!

28 de ago de 2016

Onde Comprar Chelsea Boots Masculina


O modelo de bota que mais tem de destacado como tendência é a Chelsea Boots, inclusive já falei um pouco de onde elas surgiram e dei algumas dicas de como usar neste post: Tendência Masculina: Chelsea Boots.

E como o post tem sido bem procurado aqui no Tem Meu Tamanho resolvi dar algumas dicas de lojas que vendem o modelo, visto que não é tão fácil encontrar principalmente se assim como eu, você também mora no interior.

Agora não tem mais desculpa pra não arrasar por aí com essas botas lindas e estilosas: 


Black bootsChelsea Boot Virginia (R$ 372,00) 


LouieBota Chelsea Ollis (R$ 395,00) 


Dafiti: Bota Chelsea DAFITI (R$ 179,90




NeesieBlack Italian Chelsea Boots (R$ 349,90)


Passarela: Bota Chelsea Rogério Melo (R$ 349,99)


Passarela: Bota Chelsea Pegada (R$ 179,99)


Passarela: Bota Chelsea Metropolitan (R$ 199,99)


Farfetch: Bota Chelsea Saint Laurent (R$ 6.460,00) 


Farfetch: Chelsea Boots Givenchy (R$ 5.950,00)

Você já possui algum modelo? Gosta da tendência? Me conta nos comentários!

30 de jul de 2016

#DiárioPessoal – Autoescola, viagens e customização


Oi gente! 

Já fazem algumas semanas que não atualizo o blog e confesso: foi por total descuido meu. Quando acontecem muitas coisas na minha vida fico meio perdido e acabo tendo que escolher as mais importantes para terminar de fazer primeiro e dessa vez o blog teve que esperar. Mas estou de volta e resolvi estrear uma nova coluna por aqui, a #DiárioPessoal. Sempre que tiver algumas novidades legais sobre minha vida vou escrever um pouco sobre, acho uma forma legal de vocês me conhecerem um pouco mais de mim e saberem o ando aprontando por aí.

Resolvi entrar na autoescola e na primeira aula já estava arrependido! (risos)
São muitas regras, leis e procedimentos para alguém que como eu só quer dar uma voltinha de carro ouvindo alguma música nova da Rihanna, ou ir até ali de moto por preguiça de andar, mas já aceitei o desafio (até porque o dinheiro já foi gasto) e estou firme e forte frequentando as aulas e me preparando para a prova teórica. Essa sensação de cada vez ter mais responsabilidades de adulto é muito estranha! Conto mais novidades no próximo #diáriopessoal. 

Na semana passada me juntei a um amigo muito querido para fazer uma pequena viagem a Belo Horizonte para relaxar um pouco, curtir a noite e aproveitar para comparecer a parada LGBT de BH, neste momento sombrio e confuso que estamos vivendo neste país é muito importante que nós nos juntemos para mostrar que existimos e exigimos respeito. Além da parada LGBT visitamos a famosa feira Hippie e quero muito voltar lá para olhar as coisas com mais calma (sempre acho que na primeira vez que conhecemos alguma coisa não prestamos a devida atenção) e comprar alguns objetos de decoração por lá. Passamos também pelo Parque Municipal e confesso que amei, o lugar é lindo e já imaginei vários vlogs ou looks do dia por lá (risos), mas ao mesmo tempo a sensação de insegurança é horrível por lá. 

Algumas fotos que postei no instagram @temmeutamanho

Uma foto publicada por alef b (@temmeutamanho) em


Não sou muito bom com customizações, mas como eu queria muito (muito mesmo) uma jaqueta com patches, depois de ver e rever alguns tutoriais no youtube, resolvi tentar fazer a minha. E não é que deu certo? Gostei muito do resultado e já tô animado para tentar criar algumas coisas novas. Se preparem para os tutoriais hahahaha




Me contem nos comentários se vocês gostam desse tipo de postagem. Acho legal compartilhar um pouco de mim e gosto de ler coisas assim de quem eu acompanho também. Beijos.

10 de jul de 2016

Lojas de moda plus size masculina (parte ll)


Desde o post de lojas de moda plus size masculina que fiz anteriormente (clique aqui para acessar) acabei descobrindo mais algumas lojas bem interessantes que comercializam roupas para homens gordos.

Ainda acho que o grande problema das empresas que fazem roupas grandes é o fato de elas não tentarem se adequar as tendências atuais, são sempre roupas com cores neutras, sem estampas, retas e sem graça. É difícil encontrar uma roupa plus size que você realmente fale: EU-PRECISO-DESSA-ROUPA, mas por outro lado é notável que algumas lojas ainda pequenas já tentem produzir roupas com mais estilo para nós gordos.

Espero que com que esse post eu possa ajudar alguns de você a encontrarem peças legais para comprar: 


Considero a Big Shirts uma loja bem completa, são vendidas camisas, camisetas, shorts, casacos e calças. As roupas são mais básicas, mas algumas camisas possuem estampas mais estilosas, as bermudas de variadas cores também me chamam atenção e gosto bastante da área de jaqueta/blazer.



Conheci essa loja pelo instagram e logo gostei das estampas que eles produzem. Tem estampas para todos os gostos, desde as mais discretas até as mais coloridas e divertidas. Eu adoro esse tipo de camisa e logo vou comprar uma.



Também conheci a loja Lambuzada pelo instagram e o conceito de camisas dela é bem parecido com a da Lili da Ena. São camisas com estampas divertidas e jovens. Já falei que adoro esse tipo de estampa?


Coletivo de Dois - http://coletivodedois.com.br/

Ainda continuando na linha de roupas coloridas e divertidas, encontrei o Coletivo de Dois. Eu adoro o modo com que eles constroem suas roupas e acho todas muito alegres. A grande maioria das peças são agender, ou seja, todo mundo pode usar sem medo. O ateliê fica em São Paulo, mas eles vendem online também.



Considero as roupas do VestGrande como aquelas que você usa para o dia a dia, em casa e também para trabalhar se for o caso. As peças são bem simples e os preços são bons. O ponto mais positivo da loja é o tamanho, eles vendem, por exemplo, calças até o número 70.



Sempre quis comprar camisetas com estampas legais de cantores ou bandas que gosto e nunca encontrava do meu tamanho, mas encontrei a PINKTEES e estou bem feliz por isso. A loja permite que você envie o tamanho que você quiser que a camiseta seja e também a estampa. Por ser no mercado livre desconfiei no começo, mas quando minha compra chegou fiquei muito feliz. Recomendo. 



4 de jul de 2016

5 motivos para não comentar sobre outros corpos


Sendo bem objetivo eu não precisaria nomear um, dois, três ou cinco motivos pelos quais você não deve fazer comentários sobre corpos alheios, principalmente corpos marginalizados pela sociedade, e a razão pela qual digo isso é bem simples: o meu corpo interessa somente a mim, assim como o seu somente te diz respeito. Mas, sinto que precisamos falar cada vez mais sobre isso, porque apesar de mais pessoas estarem se empoderando de si mesmas, por outro lado são cada vez mais frequentes casos de “body shaming” na internet e também off-line.

De 1001 coisas que as pessoas poderiam dizer sobre outras, geralmente o comentário é sempre sobre o corpo, “fulana tem muita celulite” ou “ciclano está muito gordo” e eu tento acreditar que as pessoas possuem esse comportamento porque são influenciadas por essa cultura e sociedade que só é empática com o corpo magro e “obrigam” as pessoas a se sentiram melhores criticando outras por qualquer característica que seja.

Movimentos como o #BodyPositive e #NoBodyShame têm ajudado muito a desconstruir essa ideia da qual apenas corpos magros e sem qualquer tipo de marcas são tidos como bonitos. E para ajudar a combater a discriminação, trago 5 motivos de porque você não deve comentar sobre outros corpos:

1 - Corpos alheios não são da sua conta



Todo mundo sabe o quanto opiniões que não são pedidas são chatas de ouvir. Pense, por exemplo, que uma pessoa na qual você não tem intimidade nenhuma e principalmente que você não tenha perguntado nada fique dando palpites sobre sua roupa, maquiagem ou namoro. Seria no mínimo constrangedor, não é?

Pois é a mesma coisa quando falamos de corpos alheios, não é legal sair distribuindo opiniões e “validações” principalmente quando sua opinião não é requisitada.

2 - Você não conhece a história das pessoas



A aparência das pessoas pode depender de vários fatores de suas vidas e se você não sabe a história e o que as pessoas passaram ou estão passando não te cabe julgar nada sobre elas. Falar é fácil, portanto precisamos colocar a empatia em prática e se colocar no lugar das pessoas. Mesmo que você não entenda, você precisa respeitar.

3 - Talvez o problema esteja em você


Você se sente bem quando tenta ofender uma pessoa por suas características físicas? Talvez o maior problema esteja em você. Afinal de contas não é normal descontar nossas frustrações pessoais em outros indivíduos. Procure entender porque é satisfatório para você colocar outras pessoas para baixo. 

4 -Você não está realmente preocupado


Você jura que quando critica o corpo de alguém é porque realmente está preocupado com a saúde da pessoa? Ou você está a julgando porque o corpo dela não é o “socialmente aceito”? É importante pensar nesses aspectos antes de falar qualquer coisa, porque no final das contas você não estará ajudando em nada, muito pelo contrário, certos comentários podem piorar a vida de pessoas que já precisam lidar com uma sociedade gordofóbica diariamente.

5- Existem muitas outras coisas para você comentar


Eu sei que a aparência é uma das primeiras coisas que reparamos quando encontramos alguém, mas ela não é tudo. Nossos corpos mudam com o tempo, as vezes ganhamos, perdemos, modificamos, tatuamos...são tantas possibilidades que é uma perda de tempo reparar apenas nisso. Não enxergue somente um corpo, enxergue um ser humano por trás dele. Com toda certeza surgirão milhares de outras coisas das quais você poderá falar sem causar mal estar algum.
Image Map
TECNOLOGIA BLOGGER - DESIGN POR SUSAN SANTOS | PROGRAMAÇÃO HEART IDEAS