6 de mar de 2017

Looks masculinos da coleção da Rihanna Fenty X Puma Outuno/Inverno 2017


A semana de moda de Paris está a todo vapor e hoje (06/03) a Rihanna apresentou sua segunda coleção na cidade das luzes em parceria com a Puma, inspirada em estudantes o novo desfile que foi realizado na Biblioteca Nacional da França leva o tema de "Fenty University".

Como disse anteriormente o desfile aconteceu em uma biblioteca e os modelos desfilaram as peças literalmente em cima das mesas nas quais as pessoas estudam/leem, ou seja, quer ser Rihanna? VAI ESTUDAR! (Rihanna, te amooo!)

Nos looks masculinos, rolaram muitas roupas oversized, xadrez, a cor de 2017 greenery ( já fiz um post sobre), tons pasteis e tons fortes como laranja e amarelo. 



Ah, o Hugo Gloss e a Ludmilla estavam no desfile, por isso recomendo muito o instagram e snap dos dois porque tem conteúdo exclusivo do desfile.

O vídeo de todo o desfile: 

28 de fev de 2017

Tendência - Camisetas que falam

Nós precisamos de líderes
Em Janeiro e Fevereiro estão acontecendo desfiles de moda em algumas cidades do mundo como Nova York, Milão, Paris e Londres e várias tendências apareceram e se destacaram em muitos desses desfiles, e por mais simples que possa parecer entre elas estão camisetas com frases que traduzem o que muita gente sente e quer transmitir.  

Nós últimos meses muitas coisas tem acontecido no mundo, Trump virou presidente dos EUA e tem prometido e tomado várias ações que descriminam e prejudicam minorias e isso está desencadeando uma porção de efeitos negativos para pessoas no mundo todo, como diminuição dos direitos LGBT, o fortalecimento do racismo, xenofobia e machismo. 

A moda transmite o que está acontecendo no mundo seja políticamente, culturalmente ou socialmente e dessa vez não foi diferente. Diversos desfiles trouxeram em suas peças frases políticas e afirmativas de assuntos que estão em evidência e que precisam ser discutidos. Em Nova York a grife Prabal Gurung desfilou diversas camisetas com frases como O futuro é feminino, Amor é amor, Garotas só querem direitos fundamentais, Meu namorado é feminista, Revolução não tem fronteiras, entre outras. A grife também colocou modelos gordas na passarela.


Também na NYFW outras marcas como Christian Siriano, Creatures of Comfort e Public School desfilaram camisetas com frases de ordem política: Pessoas são pessoas, Todos nós somos seres humanos e Faça da América New York respectivamente.


Em 2016, Maria Grazia Chiuri - primeira mulher na direção criativa da Dior - desfilou na coleção de verão 2017 uma camiseta que trouxe a frase "todos nós deveríamos ser feministas" que foi dita no TEDx Talk da escritora Chimamanda Ngozi que ficou mundialmente conhecida depois da Beyoncé usar algumas partes de seu discurso em suas músicas, mas a ideia não foi bem vinda por alguns críticos porque o preço da camiseta é bem alto e a marca foi acusada de usar do feminismo para vender. Dias atrás a grife anunciou que parte das vendas dessa peça serão doadas para o programa de caridade que a cantora Rihanna participa, no qual oferece bolsas de estudo, saúde e respostas emergenciais em diversos lugares do mundo.


Fora das passarelas movimentos como das pessoas negras, por exemplo, também estão usando camisetas com mensagens não só para denunciar o racismo diário, mas também para compartilhar empoderamento a autoestima.

"Você está conosco? Achei que fosse um traficante" "E quando você vai embora?" "Estou fazendo uma festa, você poderia trazer comida africana?"

"Eu conheci Deus, ela é negra" "Cultura não está a venda" "O jogo da melanina é forte"

Mas a tendência de camisetas com mensagens não são apenas para expor algum assunto que precisa ser discutido, elas também podem ser usadas apenas por estilo ou expressão, não tendo que necessariamente defender alguma causa, quem não lembra das famosas peças da Moschino?

"É muito caro ser moschino" "Essa não é uma camiseta moschino"

Confira mais inspirações:


O que você acha dessa onda de camisetas com mensagens? Possui alguma? Me conta nos comentários!

O ano começa quando o carnaval termina


27 de Fevereiro, 23:44. 

Eu sei que já tem algumas semanas que não posto conteúdo novo aqui no Tem Meu Tamanho e na verdade até tenho algumas boas desculpas para justificar o meu sumiço no blog, mas vou aproveitar a oportunidade da volta e da época de carnaval para falar um pouco de como nós temos a péssima mania de ir empurrando tudo enquanto dá. 

Dizem que no Brasil o ano só começa de verdade depois do carnaval, são quase dois meses passando por uma ressaca do réveillon que parece não terminar nunca ou que fazemos questão de não deixar passar, afinal o calendário está ali gritando que o carnaval (a.k.a a maior festa do Brasil) está batendo na nossa porta. Os blocos de rua já começam semanas antes da festa e terminam semanas depois e no meio disso tudo o Brasil literalmente para.

Não estou falando mal do carnaval - inclusive adoro - foi só uma forma de dizer que eu também parei nesses meses e não foi pelo carnaval, foi por mim mesmo. As pessoas lidam de maneiras diferentes com as situações que acontecem em suas vidas e eu também tenho a minha forma de digerir as coisas, sejam elas boas ou ruins, e realmente não estava sobrando espaço para "blogar" ou atualizar o instagram ou qualquer-outra-coisa. Sobrava tempo, mas não tinha espaço. Eu estava (estou?) com alguns problemas que a primeira vista podem parecer pequenos, mas cada um sabe o que no final das contas pesa mais. E acabei deixando me levar por esses problemas, o tempo passou, o carnaval chegou, já acabou e agora não dá para "empurrar" mais. 

A verdade é que o tempo passa e leva com ele algumas coisas. Se dar um tempo é bom, as coisas começam a voltar para o lugar e automaticamente voltam a fazer sentido. Quem precisa ir embora acaba indo mesmo e os que eram pra ficar ainda estão aqui. O tempo nos faz enxergar com clareza e também nos faz refletir mais sobre nossas ações, mas não podemos esquecer que apesar de ele estar do nosso lado ele não para.

Então, para terminar esse post old school (risos), só quero dizer que assim como 2017 está começando agora no Brasil, o blog está de volta e estou muito animado para produzir conteúdo e compartilhar muito mais coisas com vocês. 

28 de Fevereiro, 00:16.

8 de fev de 2017

Porque tantas pessoas estão desistindo dos blogs?


Faz quatro anos que criei meu primeiro blog e desde então muitas coisas acontecem na blogosfera, blogs maravilhosos surgiram, pessoas ficaram famosas, blogueiros fizeram dinheiro com seus posts, mas por outro lado muitos outros desistiram excluíram seus blogs ou simplesmente não o atualizam mais.

Há poucos anos atrás os blogs tinham a função de diário online, as pessoas escreviam coisas do seu dia a dia ou do que gostavam e não tinham a menor intenção de ganhar alguma coisa em troca disso. Hoje tudo mudou, as empresas viram uma oportunidade nesse nicho da internet e não pensaram duas vezes para investir dinheiro (e produtos) nos chamados “blogueiros” e é justamente aí que a coisa começou a desandar.

Criar um blog é fácil, a parte difícil é mantê-lo atualizado, pesquisar para escrever sobre assuntos, tirar e editar fotografias para ilustrar os posts, divulgar suas postagens de forma certa para chegar ao seu público e isso toma um tempo enorme – principalmente se você for desorganizado como eu – e conciliar isso com todas as outras atividades do nosso dia se torna quase impossível, afinal de contas ter um blog é um hobbie e na maioria dos casos não ganhamos nada monetariamente falando.

Quero dizer que para manter um blog ativo dá trabalho e trabalho não é mais hobbie e grande parte das pessoas estão fazendo blogs já com intuito de trabalhar e ganhar dinheiro com isso, existe até curso com certificado para ser blogueiro e “youtuber”, na minha cidade (que é do interior) tem esse curso oferecido por uma famosa rede de cursos brasileiros. Logo, quando a pessoa não consegue seu objetivo principal que é lucrar com o blog não tem mais motivo algum para continuar o que resulta no abandono do blog.

Acredito ainda que devido a quantidade de redes sociais está cada vez mais difícil se manter fiel as mais antigas. Facebook, twitter, instagram, snapchat, pinterest, tumblr, youtube... e ainda tem o blog! Como participar de tudo isso todos os dias? Pra mim não dá.

Entre todas essas redes sociais que chegaram devastando os usuários de blogs, acredito que o twitter e youtube são usadas como válvula de escape para quem não quer mais blogar, afinal é muito mais “fácil” desabafar em 140 caracteres ou simplesmente ligar a câmera e soltar o verbo. Alguns ainda tentam conciliar seu tempo entre todas as redes sociais, já outros vão seguindo a onda e se adaptando ao que no momento é mais popular e o blog (infelizmente) já não é mais.

Ainda existem muitos blogueiros que já estão aí há muitos anos e tem têm chegado muitos outros com ideias maravilhosas de conteúdo online, as pessoas estão se adaptando o tempo todo e é normal todo esse movimento, mas acredito que assim como o punk a blogosfera não está morta, mas apenas se recriando. 

30 de jan de 2017

As dificuldades nos relacionamentos e como fazê-los darem certo


É tão complicado lidar com as pessoas, é um aprendizado novo todos os dias e mesmo assim nunca chegamos a aprender tudo, pois cada um se comporta de um modo, com suas peculiaridades, manias e gostos.

Passamos a vida tentando nos acostumar com os demais, mas também aprendendo muito com eles, só que quando isso envolve qualquer sentimento de paixão, amor, desejo, fica tudo um pouco mais intenso e complicado.

Desde o primeiro momento de um relacionamento ficamos cheios de dúvidas, querendo saber se o outro está afim de você ou não, como entender que deseja ficar junto, são diversas dúvidas que nos passam, mas o mais difícil é realmente se acostumar um ao outro.

Alguns casais parecem que foram feitos um para o outro, concordam na maior parte do tempo, possuem gostos parecidos em tudo e não brigam nem para escolher o sabor da pizza que vão pedir ou o filme que desejam assistir.

Quem dera sempre fosse assim, mas muitas vezes gostamos de muitas coisas na pessoa e outras não conseguimos nos acostumar ou são muito diferente os gostos dos dois em alguns aspectos, pegando um exemplo bem extreme, um adorando o pagode e outro preferindo uma boa banda de rock.

Pode parecer besteira, mas esses costumes diferentes podem acabar desgastando uma relação que tem tudo para ser duradoura, principalmente porque um, ou ambos, não estão abertos para aceitar o próximo como ele exatamente é, com todos seus defeitos e qualidades.

Uma mania horrível que temos quando vemos algum defeito no nosso par é a vontade de tentar a todo custo mudar, mas não sabemos se o outro deseja mudar aquela mania e dificilmente modificamos algo em nós mesmos por causa de outro, podemos tentar, mas algumas coisas fazem parte do nosso interior.

Colocar a esperança no outro de que ele irá mudar, pode gerar mais brigas, frustração e enfraquecer o laço que vocês possam ter construído. Tenha em mente de que você que precisa se adaptar ou mudar por alguém, pois essa mudança precisa vir de dentro de nós, e não partindo de outra pessoa.

Não tenha medo e receio de conversar, só assim vocês poderão saber o que realmente incomoda, o que agrada, como fazer melhor as coisas e poder construir o relacionamento juntos, no começo temos vergonha e medo de conversar, mas essas conversas são essenciais para relacionamentos duradouros e que são regados sempre de amor.

Para um casal dar certo, os dois precisam estar abertos e dispostos, seguir o caminho juntos e saber um ouvir o outro, alguns meses serão mais difíceis que os outros, só que quando os dois desejam, eles poderão passar por todas essas dificuldades e se amar cada vez mais.
Image Map
TECNOLOGIA BLOGGER - DESIGN POR SUSAN SANTOS | PROGRAMAÇÃO HEART IDEAS