28 de ago de 2014

De novo?


Essa é uma história que você já deve ter lido e talvez até vivido. É uma dessas que você acha estar blindando e que pode acontecer com todos seus amigos, menos com você que já viveu o bastante para saber quem entra e quem nunca entrará na sua vida. Pois é, aconteceu comigo, mais uma vez e dessa vez doeu ainda mais.

Não quero me fazer de vítima, afinal sabemos muito bem em que território estamos nos metendo quando deixamos a porta do nosso coração aberta para qualquer pessoa entrar, inclusive ladrões que roubam tudo que tem lá dentro e o deixa vazio. Por isso, eu sabia o que estava fazendo, mas como dizem, a esperança é a última que morre, e bem, a minha ainda está viva e clama por mais uma chance.

É hora de encarar os fatos, um outro cara, um outro idiota, um outro lugar e uma outra mentira. E de novo o mesmo coração quebrado esperando que alguém chegue e cole o que sobrou. Juro que dessa vez achei que poderia dar certo, mas acho que só eu achei e isso não foi o suficiente para dar.

De novo não vou ouvir mais aquela música que me lembra de você porque agora ela machuca meus ouvidos, de novo o seu perfume vai me deixar enjoado, de novo ouvir seu nome vai me trazer lembranças que eu só quero esquecer, de novo ver você por aí vai ser como ver um fantasma e um futuro que nunca existiu.

Esse não é um texto sobre amor, é um texto sobre a falta dele. 

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Image Map
TECNOLOGIA BLOGGER - DESIGN POR SUSAN SANTOS | PROGRAMAÇÃO HEART IDEAS