26 de jun de 2016

Blogueiro por amor X blogueiro por interesse


Nas últimas semanas percebi que minha conta no google adsense estava bem próxima dos cem dólares e confesso que fiquei muito feliz e satisfeito por isso, quando completou os dólares necessários para o saque fiquei mais feliz ainda e isso me fez refletir sobre a atual fase que a blogosfera enfrenta.

Foram vários pontos de interrogação que surgiram na minha cabeça e quero falar um pouco sobre isso.

Antes (tipo uns 5 ou 6 anos atrás) as pessoas não tinham noção que a internet poderia ser a principal fonte de renda de muitas pessoas e ser "blogueiro" seria uma profissão como é atualmente, quem começou primeiro, como por exemplo: Marimoon, Bruna Vieira, Niina Secrets ou PC Siqueira, hoje colhem os frutos de todo seu esforço. A diferença entre essas pessoas que começaram antes e a grande maioria das pessoas que começam hoje é a intenção. Afinal de contas é muito fácil se apaixonar por esse mundo de “Oi meninas, hoje eu vim mostrar os recebidos do mês...” mas ninguém se lembra que para chegar nessa fase de reconhecimento tanto pelo público quanto pelas empresas é necessário MUITO trabalho.

De dois anos para cá que foi quando criei o Tem Meu Tamanho e comecei a levar meu blog um pouco mais a sério no sentido de ter mais organização, pude perceber diversas coisas do mundo dos blogs, entre essas coisas, posso dizer que:  só consegue se destacar quem realmente se dedica muito para isso, originalidade é uma das principais razões pelas quais as pessoas fazem sucesso e organização pode ser a chave de tudo. Tudo isso combinado pode sim te fazer diferente dos milhares de outros blogueiros que surgem todos os dias.

Tenho lido muitos artigos e vendo muitos vídeos a respeito de como otimizar seu blog tanto para atrair leitores, quanto para gerar receita e graças a esse tipo de conteúdo (que pode ser encontrando gratuitamente na internet) foi possível que eu chegasse aos cem dólares, mesmo tendo um blog com pouco mais de 2.000 acessos diários. É claro que não foi de um dia para o outro, como já citei anteriormente, estou a dois anos levando meu blog mais a sério.

Infelizmente as coisas tem andado por um caminho complicado, ter um blog ficou meio que banalizado, existem pessoas que até escondem o fato de ter um blog por vergonha e eu acredito que a causa disso é justamente a ideia sem sentido que é só criar um blog que o dinheiro vai cair automaticamente na conta, sem ter que se preocupar com conteúdo, layout, divulgação e originalidade. NÃO-É-TÃO-FÁCIL-ASSIM ainda mais hoje em dia.

As principais razões para eu ter criado meu primeiro blog foi à necessidade de criar conteúdo, ter um espaço meu na internet e compartilhar coisas legais com outras pessoas e até hoje são por essas razões que estou aqui, escrevendo esse texto agora. O que quero dizer é que é maravilhoso fechar parcerias, ganhar produtos e dinheiro, mas é muito melhor quando a primeira intenção não é essa e mesmo assim isso acontece. É maravilhoso quando as pessoas valorizam o que você faz.                                                                                                          

Comente com o Facebook:

7 comentários:

  1. Achei digno! Comecei a divulgar efetivamente meu blog de 1 ano e meio pra cá, e acho um máximo ver o número de views subindo. Mas com o passar do tempo, a gente passa a querer mais e mais... Esse post me incentivou a procurar mais maneiras de crescer!

    ResponderExcluir
  2. Alef!!
    O que relata em seu texto está certíssimo, meu blog tem 4 anos, e quando, iniciei não tinha noção de nada x nada, queria apenas levar a informação para meu público alvo de forma simples e objetiva.
    E certamente, não me dedicava tanto, apenas do ano passado para cá, decidi empenhar-me mais, uma vez que, gosto do que faço, mesmo que não receba nenhuma remuneração por isso. Pois, tenho pessoas que entram em contato para agradecer ajuda que ofereço dentro do meu blog.
    Pensei diversas vezes em desistir, só que, gosto do que faço por mais que minha jornada nem sempre esteja compatível com o blog, uma vez que, nem vivo disso. De toda forma é bem prazeroso, o retorno que tenho.

    ResponderExcluir
  3. Caramba, eu mexo com blogs a taaaaaaaaaaaaaantos anos que seriam impossiveis de se contar em apenas uma mão. Mas tudo muda... antigamente era raro as pessoas saberem o que é blog. Hoje em dia virou uma febre banalizada...e logo será esquecida graças ao youtube.
    Sinto um pesar nisso. =/

    www.memoriasdeumaguerreira.com.br

    ResponderExcluir
  4. Nossa, super concordo contigo. Hoje em dia todo mundo quer mais e mais e mais, e não posso negar que também tenho esse sentimento de vez em quando, porque no fundo a gente quer ver o que é nosso crescer também, mas a banalização se tornou doentia de uns tempos para cá. Acho que ter orgulho do que faz, fazer por amor e ganhar reconhecimento pelo esforço que tem, é incrível ♥

    ResponderExcluir
  5. Ai, Ale, essa banalização atual é uma tristeza imensa para a humanidade! Tudo ficou tão trivial que conteúdos feitos repletos de superficialidades, são digeridos "com gosto" e são ganhadores de sucesso apenas por consequências de outros tipos de divulgações, de nomes de quem está por trás daquilo... e conteúdos repletos de originalidade, importância e reflexão, vão sendo deixados para trás em luta por um espaço injustiçado. É trágico, mas são pessoas profundas produzindo por amor, justamente, que vão tendo a capacidade de mudar isso. É maravilhoso sentir esses seus valores!

    SEMQUASES.COM

    ResponderExcluir
  6. Como você ta certo Alê, só chega no status profissão quem tem originalidade porque o que mais tem hoje em dia é blogs genéricos que fazem de tudo para se comercializar, tem aqueles que até layout de famoso copia :(
    E parabéns pelos primeiros 100 obamas, que venha muito mais!

    Beijão,
    Quase Mineira

    ResponderExcluir
  7. Arrasou! :)) Concordo 100% com o que você escreveu.

    Xêro =*

    ResponderExcluir

Image Map
TECNOLOGIA BLOGGER - DESIGN POR SUSAN SANTOS | PROGRAMAÇÃO HEART IDEAS