23 de nov de 2017

A importância das personagens negras da Shonda Rhimes #NovembroNegro

Shonda Rhimes - autora e escritora

Se você não conhece a autora e escritora Shonda Rhimes, já quero apresentá-la como uma das mulheres mais FODAS que eu já conheci. Sabe aquelas pessoas que vão lá e fazem? Nesse time com certeza ela seria a capitã. Shonda é criadora e produtora executiva de séries de muito sucesso como Grey's Anatomy, Private Practice, Scandal e How To Get Away With Murder

E uma das muitas características que essas séries tem em comum, além de Shonda envolvida em todas elas, são as personagens negras. Como escritora negra, Shonda sabe muito bem como criar e narrar histórias de vivências de pessoas negras e como deixá-las o mais real possível.

Miranda Bailey - Grey's Anatomy

Em Grey's Anatomy, seu trabalho de maior sucesso e que atualmente (2017) está na décima quarta temporada, são muitos os exemplos de como a escritora acerta nos seus personagens. O elenco de Grey's é repleto de diversidade e personagens, como por exemplo, Miranda Bailey que se tornou chefe do departamento cirúrgico e passou por muitas coisas até chegar neste cargo ao mesmo tempo em que é mãe, divorciada e precisa se virar para dar conta de tudo. Em um dos episódios mais marcantes envolvendo a personagem se dá no dia em que um homem nazista é internado e se recusa a ser atendido pela médica. Também personagem do núcleo central da série está o médico Richard Webber, ex chefe do departamento cirúrgico que tem um passado com o alcoolismo. Enfim, sabemos que geralmente em séries que tem um hospital como trama central os médicos não são negros. Os diretores não são negros e principalmente o dono do hospital não é negro. E diferente do que geralmente é retratado na TV, Shonda Rhimes em Grey's Anatomy coloca atores negros em papéis onde raramente são vistos, normalizando os personagens.

Olivia Pope - Scandal

Em Scandal, a protagonista Olivia Pope é simplesmente a mulher que manda no principal país do mundo, os EUA. A série se passa em Washington, capital dos EUA e retrata basicamente o universo político e principalmente a vida do presidente. Mas tudo gira em volta de Olivia Pope que nas primeiras temporadas da série comandava um escritório que resolvia os problemas de todos esses políticos e outras figuras importantes - o Pope & Associates -, mas agora na sétima e última temporada é ela que através de Mellie Grant, presidente atual, manda e desmanda tudo o que acontece na América. Durante todas essas temporadas, Shonda mostrou diversas vezes situações de racismo, em uma dessas vezes a polícia matou um jovem negro e forjou uma situação para incriminá-lo. Por outro lado, a autora não foca apenas em mostrar a realidade do racismo que existe até hoje, Olivia é uma mulher poderosa que também passa por situações que todos passam, inclusive em relação ao amor. Isso é humanizar personagens negros que apesar de sofrerem racismo também vivem.

Annalise Keating - How To Get Away With Murder

Falando em humanizar personagens, é impossível não se comover com a Annalise Keating em How To Get Away With Murder. A personagem interpretada pela maravilhosa Viola Davis é uma renomada advogada que depois de escolher alguns estagiários se vê em muitos problemas sérios. Annalise se mostra uma mulher forte em grande parte dos episódios, é uma profissional brilhante e sabe defender seus clientes como ninguém. Mas também é uma mulher que já passou por muito na vida, já perdeu um filho, tem problemas com o pai e acaba desenvolvendo problemas com álcool. a atuação de Viola é tão boa que não sabemos se amamos amar a personagem ou se amamos odiá-la. A atriz foi a primeira mulher negra a completar a "tríplice coroa de atuação", ou seja, já foi premiada no cinema, na TV e teatro, sendo ela a PRIMEIRA mulher negra a ganhar um Emmy na categoria de melhor atriz. No seu discurso, Viola destacou algo que é muito importante para que não demore tanto para que pessoas negras se destaquem:

"A única coisa que separa as mulheres negras de qualquer outra pessoa é oportunidade. Você não pode ganhar um Emmy por papéis que simplesmente não existem."

É importante que personagens negros tenham história, tenham parentes, tenham passado. É importante para mim ver um personagem negro comandando um hospital, mandando nos EUA ou sendo a melhor advogada que existe. E Shonda Rhimes é responsável por mostrar ao mundo essas histórias. 

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Image Map
TECNOLOGIA BLOGGER - DESIGN POR SUSAN SANTOS | PROGRAMAÇÃO HEART IDEAS