2 de abr de 2018

Pare de se enxergar com os olhos dos outros


O perigo de viver em uma sociedade na qual tudo é ditado e pre estabelecido é ficar adestrado a regras e passar a viver através de uma falsa aprovação de alguém que a gente nem sabe quem é. Viver com uma voz nos dizendo que "eu preciso ter isso ou aquilo" é bastante comum quando a gente se deixa levar pela normalidade ditada por...por quem mesmo?
Vivemos em uma sociedade capitalista que está o tempo todo impondo padrões e lugares que deveríamos chegar e isso acontece desde que nascemos, ou melhor, antes mesmo de nascer já temos um futuro projetado, seja por nossa família ou pelo padrão de cidadão que a sociedade espera que a gente seja.

Sair da norma e viver de forma verdadeira requer antes de tudo coragem. Coragem para enfrentar o sistema. Coragem para enfrentar aqueles que atacam quem se atreve a não ser igual. E coragem para estar disposto a lidar com problemas que a maioria das pessoas não precisam lidar porque você não é igual a elas. Desde que a cantora Jojo Toddynho por exemplo, apareceu no clipe "Vai Malandra" da Anitta e depois lançou a música do carnaval "Que tiro foi esse", os ataques direcionados a ela são constantes, afinal antes mesmo de ser uma mulher cantando funk, ela é uma mulher negra, gorda, periférica, sem papas na língua e ainda canta funk. Mesmo assim Jojo diz em suas entrevistas que o padrão que ela segue é ela mesma quando perguntada sobre sua aparência. Isso é muito poderoso!

Quando não somos pessoas com privilégios sociais, sejam eles físicos ou econômicos pode ser mais fácil cair na armadilha de tentar se encaixar o tempo todo, é difícil acreditar em uma imagem que não é vista ou celebrada. E até que a gente perceba que é uma perca de tempo tentar se encaixar passamos muito tempo vivendo inseguros com o que o espelho reflete.

Mesmo que seja difícil é importante sempre parar um pouco e pensar na pessoa que estamos nos tornando, seja na vida pessoal ou profissional, nossas escolhas são sim socialmente construídas e delimitar uma linha imaginária que não permita que você seja alguém que você não é porque é mais fácil é essencial para viver com plenitude.

Permitir se enxergar de verdade, valorizar suas qualidades e também seus "defeitos" é muito importante, pois tudo isso faz parte do autoconhecimento. Ser diferente não é necessariamente ser ruim e ser igual nunca foi sinônimo de ser bom. 

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Image Map
TECNOLOGIA BLOGGER - DESIGN POR SUSAN SANTOS | PROGRAMAÇÃO HEART IDEAS