O que fazer quando seu filho se assume gay - Tem Meu Tamanho

O que fazer quando seu filho se assume gay

o-que-fazer-filho-gay

Se assumir gay pode ser um dos melhores dias da vida de uma pessoa, assim como também pode tornar real o medo que todo gay tem de falar sobre sua sexualidade com os pais. Vivemos em um país que tem índices altos de assassinato de pessoas LGBT+, principalmente de travestis e transsexuais, sendo o Brasil o país que mais mata essas pessoas no mundo todo. Logo, se assumir parte da comunidade é muito mais que apenas falar sobre quem você é ou por quem você se atrai. Se assumir é entrar na mira da violência, da marginalização e da intolerância de outras pessoas. 

Por isso, muitas vezes pessoas gays não querem viver dentro de casa o que já vivem na rua, então se assumir para os pais é muito difícil, principalmente quando o posicionamento deles não é claro em relação a outras sexualidades, sendo que muitas vezes pais até aceitam bem conviver com pessoas de outras sexualidades no dia a dia, mas quando se trata dos filhos não tem essa atitude. 

O que esperamos dos nossos pais quando contamos algo tão íntimo e pessoal é apoio, nada mais! Já existe todo o resto do mundo para tentar nos diminuir como seres humanos, nada é melhor que chegar em casa e saber que seus pais te amam e te apoiam da forma que você é. É importante lembrar que o mundo continuará lgbtfóbico, mas sua casa pode e deve ser um lugar seguro para você e para isso o papel de pais é muito importante. 

Sendo assim, listei cinco formas de ajudar um filho que se assume gay: 




Dizer "Eu te amo" nunca será demais 


Por mais que você sempre tenta dito que ama seu filho, reafirmar isso depois que ele se assume é muito importante. Infelizmente as histórias de pais que não aceitam ou que até mesmo querem que o filho se afaste da vida deles são bem frequentes, por isso dizer "eu te amo" é tirar um peso enorme de qualquer pessoa que tem medo da rejeição ao revelar sua sexualidade. 

"Eu te apoio" é tudo que queremos ouvir 


Muitos pais ao saberem da sexualidade de seu filho adotam uma postura de "tolerância" e as vezes até de "vergonha" e por mais que alguns pais precisem de um tempo para se acostumarem com a ideia de ter um filho que não seja hétero (afinal a norma é achar que seu filho é hétero), é importante lembrar que nesse tempo o filho estará sofrendo por sentir que não tem o apoio dos pais que é algo muito importante.
Não estou dizendo que você precisa ir pra baladas gays ou ir na parada LGBT com uma bandeira enorme, mas sim que palavras como "filho, eu te apoio" mudam tudo.

o-que-fazer-filho-gay

"Obrigado" é um sinal de valorização 


É bem frequente que pessoas passem uma vida toda vivendo dentro do armário por causa do preconceito e lgbtfobia, é bem frequente que essas pessoas contem sobre suas sexualidades apenas para amigos confiáveis ou as vezes nem para eles. Se abrir com os pais, sabendo que corre o risco de ser uma situação traumatizante para ambos é um ato, antes de tudo, de confiança. Seu filho está confiando em você para contar algo íntimo e que por muitas vezes ainda seja confuso até para ele. Isso mostra o quanto ele dá valor aos pais e o quanto os pais são importantes na vida deles, caso contrário não valeria a pena contar algo que pode sim estragar a relação de pais e filhos que vocês tem. Então, retribua esse ato com um "obrigado por me contar", mesmo que você ainda não esteja confortável ou que tenha muitas dúvidas sobre o que acaba de saber, agradeça ao seu filho pela confiança e pela importância que ele dá a você.

"O que posso fazer para ajudar?"


Se tornar aliado do seu filho é algo extraordinário que os pais podem fazer. Ouvi-ló, tentar não julgá-lo, o ajudar a contar a outros parentes sobre sua sexualidade, tornar o ambiente positivo para os amigos e parceiro dele. Tudo isso ajuda muito!
Se seu filho é adolescente é importante procurar saber como está a vida dele na escola, se existem conflitos ou episódios de bullying, além de conversar com ele sobre métodos de prevenção de ist (infecções sexualmente transmissíveis) e HIV, assim como os pais devem conversar com todos os filhos, independente de sexualidade ou gênero e se caso você não se sinta preparado ou a vontade porque não irem todos a um sexólogo ou fazerem uma terapia em grupo para conversar um pouco mais?

"Nada vai mudar entre a gente" 


É importante dar o significado real que as coisas tem, a sexualidade do seu filho é algo íntimo dele, é uma das milhares de características que ele tem, logo, apesar de tudo que foi dito até agora, a relação de vocês não mudará em nada, talvez mude para melhor no sentido de que ele ficará mais a vontade para viver de forma plena e verdadeira do lado dos pais.
Se você amava seu filho antes, você continuará amando. Se você o apoiava nas suas decisões você vai continuar apoiando e se sua relação com ele já era boa só tende a melhorar. Então deixe claro que nada vai mudar entre vocês. 

O que fazer quando seu filho se assume gay O que fazer quando seu filho se assume gay Reviewed by Alef Bass on 16:56 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.