O que é body positive?

body-positive-homem

O movimento Body Positive basicamente diz que todos os corpos são válidos, independente de como sejam, buscando igualdade para que todos tenham respeito e acesso. Em um sentido mais particular, entendo esse movimento como uma forma de ter uma relação positiva com seu corpo, entendendo que ele vale tanto como qualquer outro e que independente de como ele esteja agora, que você o celebre e não se puna por estar ou ser como você é. 
Apesar de só agora estar popularizado e no mainstream o movimento body positive surgiu por volta dos anos 90. Mas, tudo começou a muito tempo antes, em 1850, mulheres lutavam para que o uso de corsets extremamente apertados, além da mutilação corporal para entrar no padrão da época (que era a cintura assustadoramente fina) fossem abolidos, além de também lutarem para que tivessem o direito de usar calças (isso parece ridículo em pleno 2019, mas um dia já foi motivo de luta), tudo isso tem relação com o corpo, com estar fora dos padrões. 
Hoje, o movimento possui um significado bem mais amplo por englobar todas as pessoas e não se baseia apenas em relação a aceitação do corpo, mas também a racial, a de identidades de gênero, aos direitos de pessoas com deficiência

É importante dizer que o movimento body positive não é apenas para pessoas gordas, ele é para qualquer corpo, para qualquer característica do seu corpo que você já tenha tido como negativa, seja por qual motivo for, estou falando por exemplo de pele negra, de cabelo crespo, de estrias, de cicatrizes, sobre deficiências, sobre gênero e também sobre ser muito magro. Esse movimento tem o propósito que você enxergue seu corpo de forma positiva, seja ele como for.

Quando pensamos em uma pessoa bonita, é bem provável que essa pessoa seja branca, seja magra, tenha traços finos, enfim, a ideia do que é bonito ou não existe e nos influencia desde crianças, mas e quando nós não somos nada parecidos com essa ideia social do que é belo? 
Muitas pessoas desenvolvem distúrbios alimentares, sofrem depressão, mutilam e machucam seus corpos para tentar entrar em um padrão que só existe em revistas, então movimentos que celebram corpos e suas particularidades são extremamente importantes para ir contra qualquer pensamento ou ação negativa que as pessoas possam ter em relação a si mesmas. 
Existem muitas críticas em relação ao movimento body positive e algumas tem fundamentos que fazem muito sentido e precisam sim serem discutidas, afinal nenhum movimento, seja ele de corpo, raça ou gênero é livre de falhas, porém, quando falamos sobre aceitação de corpos as pessoas ligam diretamente a fazer apologia a ser gordo e isso precisa ser desmistificado, afinal o movimento body positive nunca fez apologia a ser gordo, mas sim a ter uma relação positiva com seu corpo, que corpos sejam respeitados independente de como eles sejam. Body Positive é sobre amor ao próprio corpo
Se identificar com esse movimento não quer dizer que agora você se aceita, se acha perfeito e nada mais te abala, não é sobre se enganar, mas sobre realmente substituir o “odeio meu corpo” por “esse é meu corpo e mesmo que eu não goste de algumas coisas nele é nele que eu vivo e por isso não vou odiá-lo”, costumo dizer que me redescobri quando entendi que eu não precisava odiar quem eu sou e muito menos me desculpar por não cumprir os requisitos sociais do que é considerado “bonito” e pra mim a essência dessa revolução de corpos que acontece agora tem muita relação com isso. 
Esse vídeo sobre Body Positive é bem interessante e pode te ajudar a compreender mais sobre o movimento: 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *